segunda-feira, 29 de junho de 2009

Quem inventou o amor?

"Quem inventou o amor?
Me explica por favor"
Antes das Seis - Renato Russo
pp
Amor...
Nenhum ser humano faria algo tão perfeito assim!
ppp
"Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores." Romanos 5:8

"O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;"
I Co 13:4-8
Realmente, essa forma de amar confunde o mundo... O mundo não está preparado para amar assim... ele está no maligno. (1 Jo 5:19)
Eu ficava cantarolando essa música qd adolescente...rs
E parar pra pensar hj nessa pergunta do Renato é bem interessante.
Eu penso que essa pergunta existe e está no coração de muita gente, ou melhor diria de todos que habitam este planeta...
Tds em algum momento se questionaram...ou ainda vão se perguntar sobre o Amor... o Verdadeiro Amor...
Que enche a sua vida de uma forma inexplicável...Plena... tornando o q antes era incompleto...um ser inteiro...
oooo
O amor passa a ser algo incompreensível se você usar a sua objetiva... sinceramente usando essas lentes fica bem desfocado.
A imagem não sai perfeita e o que era para ser algo agradável passa a ser, digamos, "embaçado"...
Eu ainda estou compreendendo os efeitos disso na minha vida... hummm literalmente um impacto ambiental a ser estudado...
As coisas ficam bem mais claras quando você começa a usar a Objetiva Dele, em outras palavras qd vc passa a ter a Mente do Seu Mestre. (1 Co 2:16b)
Mas vo
R :Deus
Na verdade Ele é Amor...por isso Ele tem essa resposta, Ele sempre teve.
Ele é =)
pp
As pessoas foram criadas para serem amadas da maneira que Deus ama...
Wow!!

sábado, 27 de junho de 2009

2009 - Colorido!!

Mudei a carinha do meu blog...
Agora sim está a minha carinha.... rs
Resultado de algumas coisas que já estão acontecendo comigo já algum tempo...
Em 2008, eu passei por algumas mudanças... confrontamentos... isso foi muito bom!
O processo continua em 2009...e pelo q eu entendi da idéia, parece q isso vai continuar até o fim da vida!!
A diferença está na perspectiva...
Até agora... em poucas palavras... 2009 é literalmente uma explosão de cores!!

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Drummond traduz Beatles...

Esta é uma tradução de Drummond para "I Will", tem outras, mas eu só postei essa pq é muito linda!! E de todas é a q eu + gosto! É claro!
Essa e outras traduções foram publicadas na revista Realidade, edição de março de 1969.

Então é isso! Duas coisas que me dão muita alegria (Drummond e Beatles)e me fazem dar um grande sorriso!
=D
Degustem!!


I WILL
John Lennon - Paul McCartney

Who knows how long I've loved you,
You know I love you still,
Will I wait a lonely lifetime,
If you want me to I will.

For if I ever saw you,
I didn't catch your name,
But it never really mattered,
I will always feel the same.

Love you forever and forever,
Love you with all my heart;
Love you whenever we're together,
Love you when we're apart.

And when at last I find you,
Your song will fill the air,
Sing it loud so I can hear you,
Make it easy to be near you,
For the things you do endear you to me,
oh, you know I will.
I will.

FAREI TUDO
Tradução: Carlos Drummond de Andrade

Desde sempre te amei
e bem sabes que ainda te amo.
Devo esperar toda a vida?
Se quiseres — esperarei.

Se alguma vez te vi
nem sequer teu nome escutei.
Mas isso não faz diferença:
sempre a mesma coisa sentirei.

Eu te amarei por todo o sempre,
sempre,desde a raiz do meu coração
e te amarei quando estivermos juntos
e te amarei na solidão.

Quando finalmente te encontrar
tua canção envolverá o espaço.
Canta bem alto, para eu escutar.
Tudo farei para te dar o braço
pois tudo em ti me prende a mim.
Bem sabes que farei tudo
tudo farei.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Um dia a gente aprende...

William Shakespeare


Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.


Depois de um tempo você aprende que o sol queima se se expor por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam. E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.


Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.


Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tiradas de você muito depressa, por isso sempre deve deixar as pessoas que ama com palavras amorosas, pois pode ser a última vez que as vê. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, e nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não deve se comparar aos outros, mas com o melhor que se pode ser.


Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo; mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.


Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a se levantar. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas, do que quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.


Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.


Você aprende que realmente pode suportar porque realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!


Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar…

terça-feira, 16 de junho de 2009

Interação +

Balanço positivo!

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Epitáfio...


"Já estou crucificado com Cristo;
e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim;
e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus,
o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim."
Gálatas 2:20